18 setembro 2009

Criadores de Mundos

Alguém duvida que Maria Bethânia seja uma grande artista brasileira? 

A pergunta não se refere ao meu ,ou ao seu, gosto pessoal, isso é outra questão (grandes artistas necessariamente não agradam a todos), mas ao simples reconhecimento factual do papel de Bethânia na formação do nosso inconsciente coletivo nacional.  

Então ,não há duvida. Independentemente da nossa apreciação pessoal pelo trabalho dela, Maria Bethânia está inscrita na lista daqueles artistas que fazem a cabeça do Brasil. 

Bethânia chegou a essa condição de inquestionável relevância,sem compor uma única canção, sem, além do seu canto,nenhuma contribuição musical aparente ao seu trabalho. Como pode? 

Normalmente, nós associamos autoria à idéia de composição.
O compositor é o autor , o intérprete o veículo. Mas nessa altura do campeonato, passados mais de quarenta anos do aparecimento de Bethânia como intérprete, não dá pra questionar a autoridade dela sobre o próprio trabalho.Autoridade que vem da autoria. 
Mas se ela não compõe as canções , se ela não faz os arranjos, onde está a criação original de Maria Bethânia? 

Artista é alguém que inventa um pequeno mundo. Bethânia, na seleção das músicas que grava, na escolha dos músicos que trabalham com ela, nos textos que declama nos seus shows, revela ao público muito claramente uma visão do mundo altamente original e pessoal . Como Sinatra ou Piaf, ela criou seu planeta particular com música e palavras de outros. 

Hoje, muitos intérpretes acham que compor o seu próprio repertório é o único meio de ser reconhecido como um artista importante, merecedor da atenção e do dinheiro do público. 

Isso é um baita de um equívoco. 

Tem muita gente cantando por aí que seria um artista muito melhor ,se ao invés de compor, tentasse desenvolver um universo estético próprio com as composições de outros.

2 comentários:

Guilherme Isnard disse...

Beni meu chapa, é uma alegria ler o que você escreve. Mais de uma vez constatei espantado que você conseguiu sintetizar no seu texto alguns dos meus sentimentos difusos.
Obrigado.

Patricia disse...

Impressionante a clareza com que você descreve o que muitos de nós sentimos ...